Últimas Notícias
Home / Agora da PIBIG / O jejum em tempo da graça – Esclarecimento
O jejum em tempo da graça – Esclarecimento

O jejum em tempo da graça – Esclarecimento

Algumas pessoas se baseiam nesse texto para contestar o jejum em tempo da graça.

Marcos 2:18-20″Ora, os discípulos de João e os fariseus jejuavam; e foram e disseram-lhe: Por que jejuam os discípulos de João e os dos fariseus, e não jejuam os teus discípulos? E Jesus disse-lhes: Podem porventura os filhos das bodas jejuar enquanto está com eles o esposo? Enquanto têm consigo o esposo, não podem jejuar; Mas dias virão em que lhes será tirado o esposo, e então jejuarão naqueles dias”.

Vamos lá! Jesus estava dizendo que o noivo, ELE, estava entre os discípulos; autoridade e poder, o verbo encarnado. Jesus disse dias virão em que lhes serão tirado o esposo e então jejuarão, Jesus o Esposo está agora a destra de Deus Pai , Ele mesmo disse que não ficaríamos órfãos, que voltaria para buscar a noiva, a igreja, deixou conosco o Espírito Santo até que o esposo volte. Os discípulos não jejuavam pois a autoridade e poder estava presente, mas os apóstolos e irmãos de Atos da igreja primitiva jejuavam, a prova está nos versos abaixo, portanto essa refutação é fraca!


O Jejum é também para o tempo da graça até que o Noivo volte para buscar Sua noiva. Jesus jejuou e os apóstolos também, o jejum nos aproxima de Deus, nos facilita ouvir sua voz. Leia essas passagens do Novo Testamento, advento da graça.
Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo. E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome – Mateus 4:1,2. 


“Depois de Jesus ter entrado em casa, seus discípulos lhe perguntaram em particular: Por que não conseguimos expulsá-lo? Ele respondeu: Essa espécie só sai pela oração e pelo jejum.” Marcos 9.8-30
Atos 13:1-3 – Na igreja de Antioquia havia profetas e mestres: Barnabé, Simeão, chamado Níger, Lúcio de Cirene, Manaém, que fora criado com Herodes, o tetrarca, e Saulo.
Enquanto adoravam ao Senhor e jejuavam, disse o Espírito Santo: “Separem-me Barnabé e Saulo para a obra a que os tenho chamado”. Assim, depois de jejuar e orar, impuseram-lhes as mãos e os enviaram.

Seja esclarecido na Palavra de Deus e não com achismos. Use essa arma poderosa de disciplina espiritual, participe da campanha 40 dias de jejum e oração em favor da família.

 

Pr. Marcelo Coutinho

 

campanha pibig

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*